Política de Privacidade

A Política de Privacidade da Quinta do Arneiro foi revista tendo em conta a entrada em vigor do Regulamento Geral de Protecção de Dados (RGPD) a 25 de maio de 2018.

O RGPD tem como objectivo geral estabelecer um regime uniforme para a protecção e livre circulação dos dados pessoais das pessoas singulares em toda a União Europeia, que seja aplicado de forma coerente e que assegure um equilíbrio entre os direitos dos titulares de dados e outros direitos constitucionalmente consagrados.

Uma vez que, além da legislação europeia, ainda se aguarda a aprovação de legislação nacional que regule variada matéria, designadamente:

  • portabilidade dos dados e direito ao apagamento; 
  • definição de categorias especiais de dados pessoais como dados biométricos e de saúde;
  • obrigação de autoavaliação dos responsáveis do tratamento de dados pessoais e dos subcontratantes;
  • mecanismos de certificação para comprovação da conformidade das operações de tratamento realizadas por responsáveis e subcontratantes;
  • obrigação de notificação à CNPD em caso de violação de dados pessoais;
  • obrigação de existência do Encarregado da Proteção de Dados nas entidades públicas e privadas; 
  • agravamento dos valores das coimas.

esta Política de Privacidade poderá vir a ser revista à medida que as regras aplicáveis se tornem mais claras, a qualquer momento, sem aviso prévio e, eventualmente, com efeitos imediatos. 

As alterações serão publicitadas no nosso site www.quintadoarneiro.pt e, se for necessário, será solicitada a renovação do seu conhecimento e consentimento.


Entidade Responsável pelo Tratamento de Dados Pessoais
Ferreira de Almeida, Sociedade Agricola, com sede na Azueira, 2665-004 Mafra

Contactos:
Site: www.quintadoarmeiro.pt 
Email: aquinta@quintadoarneiro.com
Tel.: +351 261 961 219

Site da Quinta do Arneiro

O site da Quinta do Arneiro tem áreas de acesso livre e áreas de acesso restrito, sujeito a prévio registo dos utilizadores e/ou à contratação de serviço. A utilização do site da Quinta do Arneiro está sujeita à prévia concordância e aceitação dos Termos e Condições dos quais esta Política de Privacidade faz parte integrante.


Política de Cookies

O site da Quinta do Arneiro utiliza cookies para recolher e guardar informação.

Cookies são os ficheiros de texto que identificam o site, atribuem ao dispositivo do utilizador, como, por exemplo, um computador ou telemóvel, um identificador único e podem guardar parâmetros de utilização do site.

Ao visitar um site pela primeira vez, são transferidos cookies para o dispositivo do utilizador. Da próxima vez que visitar o site, o dispositivo do utilizador verifica se tem o(s) cookie(s) desse site e envia ao mesmo a informação, indicando-lhe que já não é a sua primeira visita. Desta forma, permite adaptá-lo às preferências pessoais do utilizador.

São vários os tipos de cookies utilizados:

  • Essenciais: aqueles que são necessários para aceder a áreas específicas do site, permitir a navegação no site e a utilização das suas aplicações, como aceder a áreas seguras do site através de login e, por exemplo na área do site da Quinta do Arneiro onde pode subscrever os nossos produtos, registar os itens selecionados para compra. Sem estes cookies, há serviços que não podem ser prestados.
  • Analíticos: permitem reunir informações relativas à utilização que é feita de um site, tais como as páginas que são visitadas. 
  • De funcionalidade: permitem que páginas do site memorizem as opções escolhidas pelo utilizador, ou seja, guardam as suas preferências relativamente à utilização do site.
  • De publicidade: Indispensáveis para permitir apresentar publicidade aos utilizadores, medir a sua eficácia da publicidade e adaptá-la ao utilizador, no entanto, só por si, não identificam o utilizador.

Pode sempre alterar as definições do seu browser para bloquear ou eliminar cookies, ou para o avisar de cada vez que se armazene um novo cookie no computador e, desta forma, poder decidir se o aceita ou recusa. 

Se optar por bloquear ou eliminar os cookies do site www.quintadoarneiro.pt pode não conseguir aceder aos serviços prestados nesse site ou prejudicar a qualidade da sua experiência de utilização desse site.



Princípios Relativos ao Tratamento de Dados Pessoais

O art.º 5.º do RGPD define os princípios relativos ao tratamento de dados pessoais, princípios a que a Quinta do Arneiro procurou obedecer na elaboração desta Política de Privacidade e na execução dos processos associados a esse tratamento.

Licitude da Recolha e Tratamento

A Quinta do Arneiro recolhe dados no âmbito de processos em que se verifique pelo menos uma das seguintes situações:

  • com autorização do seu titular para uma ou mais finalidades específicas, descritas na altura em que o consentimento é solicitado;
  • menores: a Quinta do Arneiro não solicita a idade ao Titular dos Dados Pessoais, mas solicita que este confirme que tem mais de 16 anos de idade;
  • para execução de um contrato no qual o Titular dos Dados Pessoais é parte diretamente [Cliente] ou indiretamente [Utilizador], por exemplo, através da subscrição do serviço efetuada pela entidade em que o Utilizador trabalha, mas que, em qualquer caso só pode utilizar depois de ter aceite os Termos e Condições de Utilização do produto ou serviço. Esta disposição aplica-se tanto a prestações remuneradas como gratuitas;
  • no âmbito de diligências pré-contratuais a pedido do Titular dos Dados Pessoais, nomeadamente, mas não exclusivamente, após solicitação de informações, propostas ou períodos de acesso para avaliação de produtos e serviços; 
  • para cumprimento de obrigações legais a que está obrigada;
  • para prossecução dos seus interesses legítimos nomeadamente, mas não exclusivamente os relacionados com a análise de tráfego nos sites.


Utilização dos Dados

A utilização que a Quinta do Arneiro faz dos dados que recolhe respeita a finalidade e âmbito em que os mesmos foram recolhidos, conforme estipulado em Princípios Relativos ao Tratamento de Dados Pessoais.

Enquanto Cliente ou Utilizador, o tratamento dos dados é efetuado nos seguintes âmbitos:
- para a execução de todas as obrigações legais decorrentes da contratação e utilização
do serviço ou produto a que dizem respeito;
- para comunicações diretamente associadas à contratação e prestação do serviço.


Transmissão dos Dados Pessoais a Terceiros

A Quinta do Arneiro só transmite a terceiros os dados pessoais que recolhe, respeitando o princípio da minimização dos dados constante da alínea c) do n.º 1 do RGPD e quando técnica ou legalmente o tenha de fazer, nomeadamente, mas não exclusivamente, nas seguintes situações:

  • Nos processos associados a transações, nomeadamente transmissões relacionadas com pagamentos e/ou comunicação de faturas à Autoridade Tributária;
  • Na comunicação, quando utiliza serviços de terceiros, por exemplo, para o envio comunicações, nomeadamente de emails;
  • Em cumprimento de obrigação legal de resposta a pedido de autoridade competente, tal como entidades reguladoras, órgãos de polícia criminal ou tribunais;
  • Para, no interesse legítimo da Quinta do Arneiro, apresentar / desenvolver ações em defesa dos seus direitos ou para protecção dos seus Clientes e/ou Utilizadores.



Direitos do Titulares dos Dados Pessoais

Revogação da Autorização para Tratamento
Em qualquer momento, o Titular dos Dados Pessoais pode revogar autorização que tenha dado, sem prejuízo de que, mesmo assim, a Quinta do Arneiro proceda ao tratamento desses dados quando:

  • Tiverem sido recolhidos no âmbito da celebração de um contrato;
  • Sejam necessários para o cumprimento de obrigações legais;
  • Sejam essenciais para comprovar transações;
  • Sejam necessários no âmbito de ações de defesa e/ou protecção de direitos da Quinta do Arneiro, dos seus Clientes e/ou Utilizadores.

Em qualquer caso, a Revogação da Autorização para Tratamento terá, pelo menos, o efeito de manifestação de vontade de oposição a qualquer tipo de tratamento que não se enquadre nas exceções acima referidas.


Segurança e Salvaguarda

A Quinta do Arneiro implementou medidas de segurança físicas, informáticas e jurídicas para assegurar a integridade dos dados pessoais e protegê-los contra o acesso, uso e divulgação não autorizados.


Acesso

O Titular dos Dados Pessoais tem o direito de obter da Quinta do Arneiro a confirmação de que os seus dados são ou não objeto de tratamento e, se for esse o caso, o direito a aceder-lhes e saber a finalidade dos tratamentos a que os mesmos são sujeitos e demais informações previstas nos termos do art.º 15.º do RGDP.


Retificação

O Titular dos Dados Pessoais tem o direito de obter a retificação de dados inexatos nos termos do art.º 16.º do RGDP.


Apagamento (“direito a ser esquecido”)

O Titular dos Dados Pessoais tem o direito de solicitar o apagamento dos seus dados, nos termos do art.º 17.º do RGDP. O apagamento efetivar-se-á sem demora injustificada a não ser que a retenção dos dados seja necessária por um dos motivos estipulados no ponto 3 do mesmo artigo, nomeadamente, mas não exclusivamente quando os dados:

  • Tiverem sido recolhidos no âmbito da celebração de um contrato;
  • Sejam necessários para o cumprimento de obrigações legais;
  • Sejam essenciais para comprovar transações;
  • Sejam necessários no âmbito de ações de defesa e/ou protecção de direitos da Quinta do Arneiro, dos seus Clientes e/ou Utilizadores.


Limitação do Tratamento

O Titular dos Dados Pessoais tem o direito de solicitar o apagamento dos seus dados nos termos do art.º 18.º do RGDP. A Limitação do Tratamento poderá ser usada em vez do apagamento quando este tenha sido solicitado e não possa ser concretizado por uma das razões descritas em Apagamento (“direito a ser esquecido”).


Portabilidade

O Titular dos Dados Pessoais tem o direito de receber da Quinta do Arneiro os dados pessoais e ainda a que eles sejam transmitidos a outro responsável nos termos do art.º 20.º do RGDP.


Notificação de Violação

O Titular dos Dados Pessoais tem o direito a ser notificado caso ocorra uma violação dos dados suscetível de implicar um elevado risco para os seus direitos e liberdades, nos termos do art.º 34.º do RGDP.